06 setembro 2011

A Raiz da História #6 - "meu cabelo pode ser versátil”

Por:Angélica.

Como todas as meninas que já falaram aqui meu sofrimento começou na infância, sempre tive o cabelo lindo [agora percebo isso] e com muito volume , aos 7 anos lembro da minha mãe fazendo escova PRA FICAR BONITO, o que me deixava com o triplo de volume e sem os cachos. Me rendia apelidos com juba de leão, bruxa, ravengar ... rs

Agora acho graça, mas era triste, porque a concepção estética do ser BELO pra mim era totalmente diferente daquilo que eu era. Eu usava pregador no nariz nas horas vagas pra afiná-lo, olha que absurdo. Era década de 80 e os relaxamentos americanos eram o BOOM do momento e experimentei de tudo. Quem lembra do Jennifer Black? Pois é minha priminha ficou careca usando ele.

Aí cresci, sempre insatisfeita com o que via no espelho e ouvindo comentários tipo esse: Que legal que você nasceu da cor da sua mãe (Negra) com os traços do seu pai (branco), aí comecei a experimentar de tudo mesmo. HENÊ INDIANO, CHOCOLATE, PROGRESSIVA, RELAXAMENTOS e etc. Quando alguma coisa dava errado, cortava curtinho e mudava a Química.

De uns anos pra cá após cortar o cabelo para mais uma mudança de Química, resolvi deixá-lo natural, percebi o quanto poderia ser bonita COMO DEUS ME FEZ. Confesso que tive algumas recaídas e relaxei depois de ouvir críticas da família e amigos.

Mas hoje olhando para trás vi o quanto fui burra, talvez porque somos criados assim ou por que damos ouvidos a tudo, não sei, mas ME SINTO MUITO FELIZ.

MAIS FELIZ ainda quando encontro Blogs como o Trança *Nagô* que nos estimulam nesta caminhada que deveria ser natural, mas que a sociedade cheia DE POPOZUDAS, ALISADA E BOMBADAS faz com que pareça estarmos nadando contra maré.

Hoje vejo o quanto meu cabelo pode ser versátil, uso tranças, dread, black, Flores, turbantes e etc. E quando tenho dúvidas ou quero inovar venho aqui conferir as novidades. Percebo o quando podemos ficar BEM sem nos inspirarmos em padrões dos outros.

Por:Angélica

#voceleu A Raiz da História
Bem, assim como tem em alguns blogs, aqui você vai pode conta a história do seu
cabelo. Contar todo o processo, seus medos, os resultados, o que ajudou . . .
Quer participar também?! Manda a história com fotos
pro e-mail:trancanago@gmail.com No assunto: A Raiz da História.

4 comentários:

  1. uai, te achei linda em todas as fotos, tanto com o cabelo lisinho, e como está agora. Mas cá entre nós, cabelo natural nos dá liberdade de sermos aquilo que realmente somos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Nossa realmente você disse tudo. SOmos lindas com qualquer tipo de cabelo mas sinto muito de não ter meu cabelo masi cachiado ele não volta mais ao normal só se eu cortar ou raspar. A química predomina no meu cabelo da raiz as pontas. MAs amei o seu visual vc é gata e preserve isso.

    Boa Terça
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa, vc é linda parabéns pela superação desta prisão que é a química, um dia chego lá :)

    ResponderExcluir
  4. Obrigada nega,é eu ñ me arrependo nem um pouco desta decisão e também me sinto muito mais bonita agora, o que mata é esse tempo de transição. bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...