18 agosto 2011

A Raiz da História #2 - "Que dia vai alisar?”

“Até que, aos 19 anos de idade, enquanto chapava o cabelo, olhei para o espelho e vi a prisão em que eu me encontrava.”
Por:Cristine Mourão

Não muito diferente de muitos negros deste país, nasci e fui criada em uma família negra, onde todos, sem exceção, acham que são brancos do cabelo escorrido. Só acham, porque maioria, apesar de ter a pele “parda, carregam um nariz avantajado, lábios carnudos, e cabelos cacheados, embora sejam reprimidos pela chapa.

Eu, por sua vez, sou a mais preta da família. Entre todos os primos, que são muitos por sinal, sempre ganhei destaque por ter a pele mais escura dos demais. Destaque esse que, muitas vezes me fez chorar. Sofri, e ainda sofro dentro do meu próprio convívio familiar. “Olha lá a negra, essa puxou a quem?”, “E esse cabelo? Que dia vai alisar?”.

Os comentários absurdos sempre me acompanharam, e no intuito de parecer com as minhas primas e amigas da escola, minha mãe me levou ao salão de beleza pela primeira vez aos 7 anos de idade. A partir deste dia, as sessões de tortura tornavam-se mais freqüentes.


Os alisamentos, em vez de tornar meu pixaim liso, só acabavam cada vez mais com a minha auto estima, já que, os fios longos tornavam-se cada vez menores devido as quedas. Mas, mesmo com os cabelos quebradiços, opacos, com zilhões de pontas duplas e tudo que há de pior, comecei a ser conhecida como a “morena”, e não como “negra”. Estive presa a este padrão europeu durante muitos anos. Levava hooooras passando a maldita chapinha, gastava uma fortuna com cremes e alisamentos que nunca trouxeram a felicidade que sempre desejei.

Até que, aos 19 anos de idade, enquanto chapava o cabelo, olhei para o espelho e vi a prisão em que eu me encontrava. Senti vergonha de mim mesma, da minha família, das pessoas que diziam serem as minhas amigas. Senti vergonha até do meu país, que reprimi a mim e outros irmãos de cor há anos.

Foi quando molhei o cabelo novamente, e simplesmente cortei. Tirei tudo aquilo que, a partir daquele momento, me enojava: cortei o cabelo alisado. Deixei somente 16 centímetros de cabelo, mostrando um lindo Black Power.

A minha decisão causou muita risada aos demais, minha própria mãe me encoraja a passar a chapinha todo santo dia. As piadas tornaram-se mais intensas na minha família, continuo sendo a única negra na turma da faculdade, volta e meia, dedos são apontados para mim pelo o meu volume capilar, mas sinceramente, eu não me importo. Me acho bonita, gasto horas arrumando meu cabelo, mas com um prazer imenso.

O Black trouxe a identidade que sempre esteve perdida. Me sinto alguém no meio de tanta gente estúpida que por muito tempo tentou me derrubar. O orgulho negro que se apoderou de mim, rir daqueles que acham que minha cor e meu cabelo são motivos de piada. Hoje uso um Black absurdo de aaaaalto, e garanto: nunca me senti tão bem em toda a minha vida!

Cristine Mourão- 19 anos

#voceleu A Raiz da História
Bem, assim como tem em alguns blogs, aqui você vai pode conta a história do seu
cabelo. Contar todo o processo, seus medos, os resultados, o que ajudou . . .
Quer participar também?! Manda a história com fotos
pro e-mail:trancanago@gmail.com No assunto: A Raiz da História.

18 comentários:

  1. Sua história é parecida com a minha,em alguns aspectos e meniiinaaa você está linda demais!É incrivel como os alisamentos e a chapinha escondem a beleza da pessoa!
    Bejos.

    ResponderExcluir
  2. Cristine, você ficou linda! Adorei o seu post. bjs

    ResponderExcluir
  3. Cristine você é absurdamente linda tanto com o cabelo liso quanto black mas ele cacheadinho ficou mais charmoso...meu cabelo é cacheado mas nunca fica com esse volume lindo que o seu ficou. =(

    beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. arrassouuu eu também tenho e assumi um blackão e amoooo, e chama muito atenção
    ParabénS garota!!

    ResponderExcluir
  5. Tenho os cabelos crespos e fracos,eles caem demais,minha saude e debilitada,mas continuo com os meus cabelos afros naturais continue com esse seu jeito,porque logo,logo voce nao vai sentir o preconceito,mais sim a liberdade de viver feliz com seus lindos cabelos.

    ResponderExcluir
  6. Cris, você é realmente muito linda. O que te deixa mais linda hoje é fato de ter se aceitado e ser feliz com o que você realmente é.

    ResponderExcluir
  7. Nooossa, mto obrigada pelos comentarios. Fico mto feliz em saber q alguem, mesmo que seja desconhecido, tem uma história semelhante a minha. Vejo que somos irmãos de cor realmente rs.

    Beijo a todos :**

    ResponderExcluir
  8. Adorei! Menina, de mais uma na multidão, você passou a ser expressão única. Lindo!

    ResponderExcluir
  9. Meu Deus como esses depoimentos são tão maravilhosos para a nossa vida!!

    ResponderExcluir
  10. Como você é LINDA!! Seu cabelo é lindo, sua garra e força, sua atitude de perceber o errado não se vê em muitas pessoas. Também passei por essa transformação e hoje vejo que foi o melhor que eu fiz. Parabéns, parabéns!

    ResponderExcluir
  11. o cabelo black, p cima, crespo, não é só p obrigar q as pessoas reconheçam a beleza dele, rompendo c o padrão europeu de ser, como também é um posicionamento político diante da opressã em q se vive... nada mais coerente q libertá-lo p tb libertar-se...
    bjo

    ResponderExcluir
  12. caRA SEU CABELO FICOU LINDÃAO!PARABÉMS TDS NÓS SABEMOS COMO ASSUMIR OS FIOS É UMA TAREFA DIFICILIMA!RESISTÊNCIA SIM!TÁ LIIINDA!

    ResponderExcluir
  13. Nossa que histótia heiin...parabéns linda!!!

    ResponderExcluir
  14. adorei o depoimento, parabéns pela atitude, e mostre ao mundo q vc pode e é feliz assim, deixe os com inveja!

    ResponderExcluir
  15. to em fase de transição e sou a unica na minha familia q assumiu os cachos , to 1 ano e 4 meses sem passar nenhum tipo de quimica tenho 16 anos e ta sendo muito dificio pra mim pq na escola tem varios meninos da minha turma q ficam rindo de mim sexta fiquei triste pq decidi corta sozinha algumas parte lisa do meu cabelo e ficou bem curtinha so atras q ta totalmente liso na frente ta um crespo lindinho com os cachinhos bem definidos e o cabelo ficou curtinho e fica volumoso e eles ficam colocando apelido e algumas pessoas olham outras elogiam . pra falar a verdade posso ate ter ficado triste com o q aconteceu sexta mais eu nao arrependo de ter cortado curtinho em julho to pensando de corta a parte lisa mais dessa vez vai ser com um profissional mais so q da ultima vez a mulher cortou todo torto e eu tive eu mesma q corta , to com medo q fique curto e das risadas mais quero logo q chegue julho pra eu tirar essa quimica e assumir de vez meu cabelo crespo . adorei teu depoimento me indentifiquei um pouco com a sua historia , o q eu to vivendo

    ResponderExcluir
  16. vc é uma fofa....seu cabelo é lindo e deu um ar saudavel a seu rosto.
    tb sou morena negra rs e o "volume capilar é parecido", amoooo. Chapinha nunca mais.otimo dia!!

    ResponderExcluir
  17. adorei o depoimento, você ficou mais linda.Parabéns

    ResponderExcluir
  18. seu black esta lindo adorei sou homem alguem pode me dizer se posso fazer um assim obrigado se reponderem

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...